Parcerias estratégicas com healthtechs elevam o nível tecnológico das instituições de saúde

Na corrida pela excelência na prestação de serviços de saúde, instituições como hospitais, clínicas e laboratórios enfrentam um cenário desafiador, onde tomar decisões estratégicas pode significar a diferença entre o sucesso e a estagnação.

Estas decisões não apenas moldam a rotina hospitalar, mas também transformam a maneira como os pacientes são gerenciados e atendidos, e, como temos abordado em muitos conteúdos aqui em nosso Blog, quando o paciente é alvo de um problema da instituição, tal problema precisa ser rapidamente resolvido.

Em um ambiente onde a eficiência, a qualidade e a experiência do paciente são de suma importância, a adoção de tecnologias inovadoras inevitavelmente aparece como uma ferramenta para impulsionar a vantagem competitiva e promover uma mudança significativa que impacta não somente o dia a dia dos profissionais como também a percepção final do paciente sobre o atendimento.

Tecnologia hospitalar não se resume apenas a equipamentos de última geração

Quando se fala em transformação digital, logo vem a mente equipamentos dotados de nanotecnologia, scanners de última geração, ou até mesmo laboratórios que agilizam diagnósticos dos pacientes. Contudo, a tecnologia na área da saúde não se resume a isso.

A tecnologia também emerge quando se fala em adotar sistemas inteligentes e plataformas de gerenciamento de dados. Ao fazer isso, essas instituições posicionam-se para oferecer um atendimento mais personalizado, eficiente e centrado no paciente.

Com base nisso, queremos convidar você para entendermos como a transformação tecnológica está remodelando o panorama da saúde, capacitando as instituições hospitalares a se destacarem em um mercado dinâmico e desafiador.

Se você é um gestor focado no impulsionamento da excelência na prestação de cuidados de saúde, junte-se a nós nesta jornada rumo a um futuro onde a tecnologia e a saúde caminham juntas.

Entenda a evolução tecnológica na gestão de instituições de saúde

A evolução da tecnologia na área da saúde tem sido notável, especialmente no que diz respeito à gestão e administração do atendimento ao paciente.

A introdução de sistemas integrados de gestão empresarial (ERP) trouxe uma revolução na forma como as instituições de saúde gerenciam suas operações e interagem com os pacientes.

O conceito de ERP (Enterprise Resources Planning), veio de uma necessidade antiga de melhorar a gestão de estoques e logística (MRP). Com a evolução do sistema, percebeu-se que a administração de outras áreas poderiam se beneficiar deste conceito administrativo, uma vez que a gestão dos recursos tinha reflexo em todas as áreas como:

  • Financeiro
  • Compras
  • Comercial
  • Logística
  • Atendimento ao consumidor

Felizmente, a área da saúde soube adaptar o conceito a sua realidade de atendimento aos clientes finais, ou seja, os pacientes.

Na área da saúde, as Healthtechs criaram esses sistemas que oferecem funcionalidades abrangentes, desde o agendamento de consultas até o faturamento e a gestão de estoque, proporcionando uma eficiência operacional de ponta a ponta.

Grandes soluções trouxeram grandes desafios às instituições de saúde

Todo grande passo que damos em direção ao futuro, também traz consigo desafios infindáveis, porém, não impossíveis.

Na medida em que a tecnologia avançava, uma grande oferta de soluções desconectadas surgia, o que acabou por complicar a rotina dos profissionais de saúde.

Cada sistema operava de forma independente, resultando na fragmentação de dados e processos.

Imagine, por exemplo, que os dados fornecidos por um paciente na recepção, fossem computados em um sistema que não tem conexão com o sistema de atendimento médico, fazendo com que o médico precise perguntar as informações repetidamente ao paciente.

Agora imagine que o mesmo paciente seja encaminhado ao setor de exames de imagem, e o técnico que o recebe precisa novamente confirmar os dados, pois seu sistema não tem conexão com as duas soluções anteriores.

Ilustrações simples como esta mostram uma realidade que perdurou por muito tempo nas instituições, e uma das soluções era a impressão dos dados para que os pacientes não precisassem repetir tudo, contudo, apesar de resolver parte do problema, as instituições ainda dependiam de meios físicos para funcionar.

Isso não apenas dificultava a colaboração entre os diferentes departamentos da instituição, mas também aumentava o potencial de erros e redundâncias nos processos.

Em resumo, a falta de interoperabilidade entre os sistemas limitava o potencial de análise de dados e a tomada de decisões baseadas em evidências.

Soluções tecnológicas que transformaram o cenário da gestão da saúde

Por meio das Healthtechs, a evolução tecnológica trouxe uma solução para esses desafios: as APIs (Interfaces de Programação de Aplicações).

As APIs permitem a conexão e integração fluida entre sistemas distintos, permitindo o compartilhamento de dados e funcionalidades de forma segura e eficiente.

Com as APIs, as instituições de saúde podem superar os obstáculos da fragmentação de dados e alcançar uma verdadeira interoperabilidade entre os sistemas.

As APIs não apenas facilitam a troca de informações entre sistemas internos de uma instituição de saúde, mas também possibilitam a integração com sistemas de terceiros, como:

  • laboratórios
  • seguradoras
  • fornecedores de dispositivos médicos
  • logística

Além disso, as APIs permitem a integração dos dados dos equipamentos médicos com o sistema de atendimento, fazendo com que os resultados dos exames sejam  enviados diretamente à tela do médico responsável pelo diagnóstico.

Isso abre novas possibilidades para a colaboração e a inovação na prestação de cuidados de saúde, promovendo uma experiência mais integrada e centrada no paciente.

Vantagens competitivas da integração de dados entre os sistemas de gestão da saúde

Dentre as principais vantagens que a tecnologia de interoperabilidade pode trazer às instituições de saúde, podemos citar as 3 principais:

  1. Integração de dados simultânea: Os sistemas conectados via API permitem a troca de dados em tempo real entre os sistemas. Isso facilita a integração de informações, reduzindo a redundância de entrada de dados.
  1. Melhor coordenação de cuidados: Com a integração dos sistemas, os profissionais de saúde têm acesso a informações mais abrangentes sobre os pacientes, o que pode levar a uma melhor coordenação e qualidade dos cuidados. Além do fato de que essa coordenação aumenta a segurança, já que todos os dados pertinentes à saúde do paciente estão evidentes na tela dos profissionais envolvidos.
  1. Eficiência Operacional: A integração dos sistemas pode melhorar a eficiência operacional, reduzindo o tempo gasto em tarefas administrativas e permitindo uma resposta mais rápida às necessidades dos pacientes.

Como a Nuria pode ser a parceira estratégica que faltava na sua instituição de saúde?

Parcerias estratégicas com empresas como a Nuria, que oferecem soluções de interoperabilidade, têm o potencial de revolucionar a rotina dos profissionais de saúde e, consequentemente, a qualidade do atendimento ao paciente, e como sabemos, o impacto no atendimento é o objetivo de todas as instituições que anseiam pelo crescimento.

Ao integrar todas as soluções de um hospital ou clínica por meio das APIs prontas da Nuria, os profissionais de saúde ganham acesso a uma plataforma unificada e coesa, onde podem facilmente compartilhar informações, colaborar em tempo real e tomar decisões mais ágeis.

A vantagem mais evidente de uma parceria estratégica desse tipo é a agilidade nos processos.

Ficou interessado em como a Nuria pode acelerar a entrada da sua healthtech em instituições de saúde no Brasil? Se torne um de nossos parceiros!

Gostou? Compartilhe este artigo com seus colegas.

A Nuria é pioneira em sistemas de agendamento online e especialista em interoperabilidade no setor da saúde.

Nuria © 2012-2023
Feito com ❤️ em Belo Horizonte

Nuria © 2012-2023         Feito com ❤️ em Belo Horizonte